Os passeios de barco organizados pela Agulha Magnética – Magnetic Compass e a tradição da construção naval do Tejo.

Barcos tradicionais do Tejo.

Imaginar e construir um passeio turístico de excelência é tarefa difícil. Encontrar parceiros de grande qualidade é o maior desafio. Neste caso, tivemos a sorte de o conseguir. Com a ajuda de um amigo, Carlos Paixão, encontrámos Mestre Jaime Costa e o seu estaleiro. Aqui constroem-se ou reconstroem-se os velhos barcos de madeira que foram desaparecendo do Tejo, em meados do século passado. É num destes barcos tradicionais do Tejo que a Agulha Magnética – Magnetic Compass realiza os seus passeios de barco pelo estuário frente a Lisboa – o “Sou do Tejo”. Vejam-no em pormenor.

Boat Trips organized by Agulha Magnética – Magnetic Compass and the Tejo shipbuilding tradition.

Tejo’s traditional boats

Imagining and building a tour of excellence is a difficult task. Finding top quality partners is the biggest challenge. In this case, we were lucky enough to get it. With the help of a friend, Carlos Paixão, we met Mestre Jaime Costa and his shipyard.  Here the old wooden boats that disappeared from the Tejo in the middle of the last century are built or rebuilt. One of them is the major protagonist in Boat Trips that Agulha Magnética – Magnetic Compass realizes through Tagus Estuary. Look at it in detail.

“Sou do Tejo”

O “Sou do Tejo” é um varino, barco outrora destinado ao transporte de carga. Caracteriza-se pelo seu fundo chato. Uma característica que lhe permitia entrar nos esteiros da margem sul do Estuário do Tejo, mesmo quando as condições de maré eram adversas. Hoje, está restaurado e preparado para proporcionar passeios turísticos em condições da máxima segurança e conforto. O “Sou do Tejo” é protagonista indispensável dos passeios turísticos que a Agulha Magnética – Magnetic Compass realiza no Estuário do Tejo, frente a Lisboa.

The “Sou do Tejo” is a “varino”, a ship once used for cargo transport. It is mainly characterized by its flat bottom. A feature that allowed him to enter the creeks of the south bank of the Tagus Estuary, even when the tide conditions were adverse. Today, it´s restored and prepared to provide tourist tours in conditions of maximum safety and comfort.